historia-ibptech

A organização IBPTECH foi criada em 2001 com o nome IBP Brasil – Instituto Brasileiro de Peritos em Comércio Eletrônicos e Telemática. Naquela época, esse nome refletia o encontro de fatores históricos e tecnológico inéditos. A mundo havia recém superado o chamado “bug do milênio”, um jargão utilizado para representar a previsão de que ocorreriam falhas graves na maioria dos sistemas mundiais porque desde a sua criação armazenavam o “ano” em um campo de dois dígitos, assim o ano seguinte ao “99” seria “00”. O desastre foi evitado pela adoção generalizada de inteligentes métodos de compensação de datas, as soluções foram eficazes a despeito do equívoco na escolha do nome, pois o  novo milênio somente começaria no ano seguinte.

Assim, o ano de 2001 marcou a conjunção de fatores favoráveis à criação do IBP, como o início do novo milênio, a estabilidade dos sistemas legados frente às novas datas e a larga adoção pela sociedade  de novas tecnologias, entre elas a Internet, as transações online e serviços inovadores como o comércio eletrônico. O período marcou também o aumento das chamadas fraudes eletrônicas e a necessidade de se ajustar os contratos às características do mundo virtual, impulsionando o chamado Direito Eletrônico diante do grande crescimento na quantidade e complexidade dos processos judiciais envolvendo negócios online.

A criação do IBP foi destaque na imprensa da época e a revista Update, editada pela Câmara America de Comércio (AMCHAM), noticiou a criação da empresa atribuindo-lhe a denominação inédita de “ciber-peritos”.

Ao longo das subsequentes quase duas décadas passou a atuar em todo o Brasil e no exterior prestando inovadores serviços em Ciências e Tecnologias Forenses, abrangendo áreas do conhecimento  como engenharias, ciências exatas, ciências da terra, ciências agrárias, ciências da saúde, ciências humanas, linguística, letras e artes. Mais recentemente passou a adotar a nome IBPTECH e a atuar também na área educacional.

 

 

Veja também